17 de março de 2016

Conheça uma mulher: Rosa Parks

Aos desinformados, aqui no blog está rolando a série Conheça uma mulher. Já estamos na quinta semana de postagens das oito semanas em que pretendo vou postar sobre oito mulheres que talvez vocês não conheçam e que eu acho que seria interessante conhecer ☺

Rosa Parks
Reprodução: https://www.democracynow.org

Rosa Parks foi um símbolo na luta pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

Nascida no dia 4 de fevereiro de 1913, seu nome de nascença era Rosa Louise McCauley, depois de casar-se com Raymond Parks, passou a usar Rosa Parks, nome pelo qual ela ficou conhecida.

Rosa Parks era costureira na cidade Montgomery, no Alabama. Naquela época, em muitos estados do seu país, a segregação racial era validada por lei, ou seja, pessoas negras não podiam frequentar alguns lugares ou então tinham acesso à apenas uma parte do local - reservada para negros.

Até os assentos dos ônibus públicos possuíam regras do tipo - as primeiras fileiras eram reservadas para pessoas brancas, e, se uma pessoa branca chegasse, o "procedimento" a ser tomado é que todas as pessoas negras deveriam ir um banco para trás, criando uma nova fileira para brancos. Caso não existisse mais assentos livres no ônibus, os passageiros negros deviam permanecer em pé.

No dia 1º de dezembro de 1955, alguns passageiros brancos entraram no ônibus que Rosa Parks estava, e o motorista pediu que os passageiros negros se levantassem. Mas ela não se levantou. Devido a isso, recebeu uma multa e foi presa.


Rosa Parks sendo presa.
Reprodução: http://www.jonnysize.com.br/































Apesar de parecer um ato rebelde silencioso, foi o pontapé inicial para o boicote que aconteceu aos ônibus urbanos logo em seguida. Rosa Parks já era membra na NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de cor) e a partir de então, se tornou militante. Martin Luther King foi um dos que apoiou o boicote. Durante 381 (TREZENTOS E OITENTA E UM) dias a comunidade negra de Montgomery se recusou a andar de ônibus, percorriam longos percursos à pé, usavam bicicleta ou pagavam a corrida em táxis dirigidos por motoristas negros.

Rosa Parks recebeu muitas ameaças, humilhações e precisou até mudar de estado para conseguir emprego. Mas seu ato simples foi o início do fim da segregação racial garantida por lei.

No dia 13 de novembro de 1956, a corte suprema norte-americana revogou a lei de segregação nos ônibus na cidade de Montgomery. Pouco mais de um mês depois, no dia 21 de dezembro de 1956, Martin Luther King e Glen Smiley, um sacerdote branco, entraram juntos em um ônibus e sentaram na primeira fileira.


O ônibus em que Rosa Parks estava no dia 1º de dezembro de 1955. Faz parte do acervo do The Henry Ford Musem.
Reprodução: Wikipedia


Em junho de 1999, quando Rosa Parks estava com 88 anos, recebeu do então presidente Bill Clinton a mais alta honraria oficial concedida pelo governo: a Medalha de Ouro do Congresso, além de vários outros prêmios que recebeu durante sua vida.

Rosa Parks faleceu no dia 24 de outubro de 2005, de causas naturais. É considerada a mãe dos direitos civis.
“Eu nunca imaginei que fosse se tornar em tudo isso. Era um dia qualquer que só ganhou significado graças ao grande número de pessoas que se juntaram a mim”
Rosa Parks
Reprodução: 
www.history.com 




Criei um formulário para saber o que vocês estão achando da série, e vocês iam me ajudar imensamente respondendo! É rapidinho, só clicar aqui.Para ver outros posts da série Conheça uma mulher, é só clicar no marcador #conheçaumamulher no fim desse post ou lá no fim da página. 


Referências para o post: http://www.dw.com/pt/1955-rosa-parks-se-recusa-a-ceder-lugar-a-um-branco-nos-eua/a-340929
http://www.infoescola.com/biografias/rosa-parks/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Rosa_Parks

Acessados no dia 16/03/16

2 comentários:

  1. Amei a seu projeto e principalmente a seleção das personalidades a se conhecer. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, fico feliz (e honrada) que tenha gostado! <3

      Excluir