22 de dezembro de 2015

Sobre o filme Olmo e a Gaivota

Recentemente um vídeo viralizou na internet, sendo muito compartilhado nas redes sociais e foram até criadas algumas paródias (negativas, mas que ajudam a divulgar). O título é "Meu corpo, minhas regras" e foi protagonizado por alguns atores que assistiram o filme "Olmo e a Gaivota" e aceitaram participar do curta.




O vídeo foi produzido pela equipe do filme "Olmo e a Gaivota", que mergulha profudamente pela mente de uma mulher grávida - mostrando o outro lado da gravidez. O lado que não é perfeito, que não é mostrado na TV. O lado que mostra que a gravidez não é como nas novelas, onde no último capitulo todo mundo casa, engravida e é feliz pra sempre (aparentemente, afinal a gente não sabe o que acontece depois do último capitulo, não é mesmo?)

O Ultracrepidante é um blog feminista e estará sempre aberto à discussões acerca da mulher. Por isso, a equipe do Busca Vida Filmes presentou o blog com alguns ingressos para assistir o filme - e fortalecer esse debate.



Não quero que esse post se torne uma resenha comum. Vou passar as reflexões que esse filme me trouxe.

Em primeiro lugar, o filme não faz apologia nenhuma ao aborto. Algumas pessoas tem um grande receio em relação à isso, e, se você tem medo de assistir o filme por isso: vá em frente.

O filme fornece uma nova visão sobre a maternidade. Todos os dias convivemos com mães e em alguns momentos convivemos com grávidas. E o que se passa na cabeça dessas mulheres raramente é retratado como foi no filme. Todas as responsabilidades que vem com uma gestação e que vão durar por toda a vida. E tudo isso é sempre mais cobrado da mãe, como se ela tivesse feito aquele filho sozinha.

É impossível a formação de um bebê sem um homem e uma mulher, me refiro aos gametas feminino e masculino. No entanto, é a mulher que carrega por nove meses. Uma vida, crescendo dentro dela. Um homem, por mais que se esforce, por mais que tente ao máximo participar, nunca poderá entender de fato o que é a gestação, por isso recomendo o filme aos homens também.

Já pararam pra pensar em várias postagens e até ditados populares que falam "amor só de mãe" e derivados? Vemos muitos casos de mulheres que abrem mão de suas vidas para cuidar de seus filhos. Quero dizer que isso é sim louvável, algo irretribuível. O problema é quando a mãe não o faz - ela é vista como cruel, egoísta, desprovida de sentimentos. O amor materno, para ser amor, precisa vir acompanhado de sacrifícios, como se fosse fácil dar pedaços de si*. Precisamos perceber que não é bem assim. Separamos a mulher entre antes da maternidade x depois da maternidade. - "Agora ela é mãe de família". Ainda que mãe, a mulher é uma pessoa, agora com filhos, mas ainda sim, uma pessoa com sentimentos, planos e sonhos.

Ser mãe é o desejo de muitas mulheres. Outras, nem tanto. Mas é importante que percebamos que a escolha de ser mãe não significa anular sua vida. 

Ser mãe é algo que concerne apenas às mulheres. Devemos falar mais sobre isso, sobre as mães que vamos nos tornar e sobre o nosso relacionamento com as mulheres que são mães. Podemos começar olhando para nossas mães de forma diferente. Sua mãe tem história, desejos, sonhos, anseios. Você já percebeu isso?

*a frase foi dita pela atriz Olivia Corsini, protagonista do filme que estava, de fato, grávida.

Quero deixar meu agradecimento à Daniella Marrese, da Equipe Busca Filmes: Muito obrigada pela oportunidade ♥

Atualizado, 16/02/2016 às 20h25: o texto saiu no Blog do Olmo e a Gaivota, você pode conferir clicando aqui

7 comentários:

  1. Eu assisti esse filme nos cinemas, e realmente mostra o outro lado, tem nada a ver com aborto ou outras coisas e sim o lado ruim de estar grávida, nao é só mil maravilhas como vimos por ai né.
    Beijos
    www.conversandocomalua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!! O filme é bem simples até, precisamos ficar atento aos detalhes!
      Beijão <3

      Excluir
  2. O vídeo viralizou mas só agora que eu assisti ele haha
    É interessante mesmo que é bem difícil ver filmes, livros e outras midias tratando do assunto do que se passa com uma mulher grávida. E acho que além desse assunto, alguém deveria tbm comentar em relação a depressão pós parto, que muita gente diz ser frescura e não é.
    Concordo com vc quando diz que ser mãe não é anular a sua vida. Ninguém tem que criticar o fato de uma mulher não querer ser mãe. Ser mãe não é uma obrigação nossa, mas sim uma escolha.
    Gostei muito da resenha e eu não conhecia o filme.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tanta coisa que as pessoas julgam ser frescura e a última coisa que é é frescura!! Legal que agora você conhece o vídeo e também o filme! <3
      Beijo, obrigada.

      Excluir
  3. Hello I'am Chris !
    I suggest you to publicize your blog by registering on the "directory international blogspot"
    The "directory" is 30 million visits, 199 Country in the World! and more than 22,000 blogs. Come join us, registration is free, we only ask that you follow our blog
    You Have A Wonderful Blog Which I Consider To Be Registered In International Blog Dictionary. You Will Represent Your Country
    Please Visit The Following Link And Comment Your Blog Name
    Blog Url
    Location Of Your Country Operating In Comment Session Which Will Be Added In Your Country List
    On the right side, in the "green list", you will find all the countries and if you click them, you will find the names of blogs from that Country.
    Imperative to follow our blog to validate your registration.Thank you for your understanding
    http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/
    Happy Blogging
    i followed your blog, please follow back
    Best Regards
    Chris
    ++++++++++++++
    Hola Soy Chris!
    Le sugiero que para dar a conocer tu blog Al registrarse en el "blogspot Internacional directorio"
    El "directorio" es de 30 millones de visitas, 199 países del mundo! y más de 22.000 blogs. Ven y únete a nosotros, la inscripción es gratuita, sólo pedimos que siga nuestro blog
    Tienes un blog maravilloso que considero estar registrado en Diccionario Internacional Blog. Usted representará su país
    Por favor visite el siguiente enlace y cómo su Blog Nombre
    Blog Url
    Alquiler de su país ¿Cómo Sesión operativo en el que se agregará en la lista de País
    En el lado derecho, en la "lista verde", encontrará todos los países, y si hace clic en ellos, se encuentran los nombres de los blogs de ese país.
    Imperativo para seguir nuestro blog para validar su registration.Thank por su comprensión
    http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/
    Blogging feliz
    Gracias por Siguiendo Mi Blog - que es muy apreciada! O)
    Seguí a tu blog, por favor, siga de nuevo
    Atentamente
    Chris

    ResponderExcluir
  4. Eu estava vendo todo mundo falar sobre esse vídeo, mas eu não tinha visto ainda vi agora. Minha amiga passou por algo parecido quando engravidou. Já chamavam ela de nomes esdrúxulos antes, depois que engravidou e apareceu com o barrigão na rua, falaram mais ainda e aí chegou uma parte da gravidez que ela ficou em depressão e nem saia na rua, mas eu vivia falando "Ninguém tem nada haver com isso, isso diz respeito a você e ao pai do seu filho, apenas" e é a mais pura verdade né? Vou ver se acho o filme pra assistir por aqui na internet mesmo.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Engraçado que falam apenas da mulher, né? Assiste sim, vale a pena!! Beijo <3

      Excluir